Ações

Empresas na Bovespa estão em mínima histórica

Cada vez mais ações batem as mínimas dos últimos anos, agora são 39; veja lista – InfoMoney… e eu acho que algumas vão cair ainda mais.
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/2817230/cada-vez-mais-acoes-batem-minimas-dos-ultimos-anos-agora
Queda
Anúncios

6 comentários sobre “Empresas na Bovespa estão em mínima histórica

  1. Também tenho essa sensação, Mestre. Até porque os resultados de algumas dessas empresas também caiu muito. Se você for pegar os P/Ls históricos ao invés dos preços históricos, verá que muitas ainda estão longe das mínimas.
    Pode ser que esteja se aproximando um daqueles momentos que eu falei que gostava. Pena que como estou sem dinheiro disponível, não poderei aproveitar…

    1. Essa foi a analise que fiz. Verificando o P/L nao estao nas minimas ainda. Temos tempo para garantir liquidez. Outra analisa, que ainda nao fiz, eh se a expectativa eh que os resultados continuem minguando..,

  2. Mestre, como curiosidade, o Ibovespa nos níveis de hoje, por volta dos 49.300 pontos, fica com um P/L de cerca de 11,7 (desconsiderando as empresas com P/L negativo). Essa é mais ou menos a média do índice nos últimos anos.

    Olhando somente este indicador, no nível atual as ações começam a ficar baratas, mas ainda sem grandes promoções. Isso ocorreria com um P/L por volta de 9,0, como aconteceu em 2008. Para chegar a tanto, ainda teríamos uma grande ladeira a descer, até o Ibovespa chegar próximo dos 37.500 pontos. Será que ainda queima toda essa lenha?

    É claro que essa análise não pode ser feita assim, isolando somente esse indicador. Mas apesar de simples, dá uma boa visão como termômetro. Esse estudo das expectativas dos resultados futuros que você citou seria um complemento bem interessante, mas é muito mais complexo de ser realizado. Se for fazer essa análise, compartilhe!

    1. Muito boa sua colaboracao Raptor. Se eu realizar o estudo eu compartilharei. Mas tb acho o P/L de mercado um indicador bem interessante de termometro. E eh o que voce colocou mesmo… parece muito barato, mas nao estah, tem espaco para cair sem freio.

  3. Outra comparação de P/L interessante que podemos fazer é a margem de segurança do P/L médio do Ibovespa em relação à taxa de juros básica da economia, a Taxa Selic. Em outubro de 2008, no auge da crise do subprime, o P/L do Ibovespa era de 8,8, no entanto, a Selic estava em 13,75% a.a.! Ou seja, tínhamos uma “margem de segurança” negativa em cerca de 17%. Hoje, com a Selic em 8,0% a.a., mesmo com o P/L de 11,7 temos uma margem de segurança positiva de cerca de 7%.

    Ou seja, sob este ponto de vista, as ações estão em um nível mais interessante hoje que no auge da crise de 2008.

    Isso é explicado porque essa visão toma a Selic como sendo uma espécie de TMA (Taxa Mínima de Atratividade) dos investimentos. Uma taxa básica de 13,75% a.a. é equivalente a uma ação com P/L de 7,3. Ou seja, comprar uma ação com P/L superior a isso não era vantajoso, pois se ganhava mais com outros investimentos de menor risco, como em renda fixa, por exemplo. A margem de segurança nessa visão funciona como o prêmio pelo risco do investimento em renda variável.

    Também é curioso notar que a margem de segurança atual é inferior às margens do final do ano passado e início deste ano, quando a taxa Selic estava entre 7,25% e 7,5%. Quando o Ibovespa estava orbitando os 57.000 pontos a essas taxas, a margem era de cerca de 12%.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s