Finanças Comportamentais

O Erro e a Dor do Investidor na Bolsa – por Maurício "Bastter" Hissa

Compartilho com vocês o texto bem interessante que o Bastter escreveu relacionado aos sues últimos negócios com opções na bolsa. Saca só o tamanho das operações do cara… Abs.

O Erro e a Dor do Investidor na Bolsa

Errar 1. Cometer erro, enganar-se 2. Não acertar.

Todos nós vamos errar um dia na bolsa e na vida. Faz parte do jogo. Não existe o jogo sem erro. O problema é que na bolsa o erro significa perder dinheiro. É doloroso, causa sofrimento. Mas enfim, não existe especulador que não errou. Já que vamos errar, o que importa mesmo é o que fazer com o erro, como se comportar perante o erro e acima de tudo como reagir quando estamos errados.

A maioria aqui sabe que eu não opero seco. Mais que isso, opero normalmente delta zero, totalmente hedgeado. Mas nos vencimentos K e J fiquei delta negativo (vendido) e obviamente ganhei mais. Operei errado porque dobrei ou até tripliquei o meu risco. Misturei tendência com delta e aconteceu o pior que podia acontecer para mim: Ganhei, deu certo. No J e no K. E aí, como não podia deixar de ser me animei e achei que a L26 seria uma K24 ou uma J20.

Dia após dia a L26 mostrou que era diferente. Ela simplesmente não derretia. O que não cai sobe, eu sempre digo. E ela simplesmente não caia. Ao mesmo tempo que dava chance aos vendidos mais cuidadosos de pular fora ou ao menos se proteger para o caso de uma subida forte. Mas o erro nos consome e estando errados nos enganamos, torcemos e insistimos no caminho errado. Enxergamos o que queremos nos gráficos, nas notícias, nos indicadores, etc.

E na sexta feira o erro se mostrou mais forte do que nunca. A L26 foi o maior erro que eu já cometi desde que opero bolsa. Não foi o maior prejuízo. O prejuízo até foi pequeno. Não é isso que me incomoda. Mas sim o caminho errado e insistir mesmo depois de ver que estava errado. Com tudo isso, tenho de dizer que ao menos na sexta eu reagi.

Comprei 1M de L26 a 0,83 logo na abertura porque este era meu plano. Todo dia eu fazia isso o que aliás me salvou de um prejuízo maior. Apesar de tudo eu tinha uma estratégia de fuga. Era comprar 1M de L26 a cada 10 cents. Comprei 1M a 0,93. Comprei 1M a 1,03. Comprei 1M a 1,13. A 1,16 bateu no meu stop comprei tudo e vendi tudo que eu estava comprado. Zerei a operação e fui contar o prejuízo. Ao menos na hora de fugir eu fui bem. Porque saí no 1,16 e a bichinha foi a 1,50. Isso não apaga o erro mas ao menos mostra uma das atitudes que nunca podemos deixar de ter que é a reação ao erro. Vai lá e faz alguma coisa. Não fique olhando anestesiado seu dinheiro ir embora, senão você pode não se recuperar.

“Será visto que o jogador que consistentemente perde, de vez em quando ganha, primeiro um jogo, depois outro, porque de tanto perder ele criou dentro dele um grande desejo de conquista.” – René Lacoste

O erro pode te consumir, pode acabar com você e pode também te tornar mais forte. Você vai ter de aprender a lidar com o erro, com as derrotas, porque todos já nascem sabendo ganhar. Perder é que são elas. É duro, é triste, dói. Você se sente sozinho no mundo com a sua derrota.

E aí vem o segundo sentimento perigoso: Vingança. Se você pretende se vingar do mercado, da PLIM4, da L26 aí meu amigo, pode saber que vai perder até as calças. O melhor quando se perde é respirar, dar um tempo, tentar se analisar, saber porque perdeu. Tentar aprender para não errar de novo, estudar mais , treinar mais e esquecer para sempre quem te pegou.

Meu pai sempre diz que quando o médico erra não adianta de nada ele fica se penitenciando. O que ele deve fazer e ir estudar para não errar mais. O que vale é não errar no próximo senão aquele erro foi em vão.

A L26 me pegou. Eu tenho duas semanas para me vingar dela. Mas se vingar de quem? Da L26? Vocês já ouviram algo mais ridículo? O que a L26 me fez? Nada. Ela não é nada. Quem errou fui eu. Quer se vingar de alguém? Só se for de você mesmo.

Todo erro na bolsa é cometido única
e exclusivamente por você.

Não assuma responsabilidades e não vai ganhar nunca. É facil colocar a culpa no govermno, no fulano que te deu a dica, no corretor, no azar, etc. Mas a culpa é sempre sua. Só sua e de mais ninguém. Pense assim ou desista. Se não pensar assim, não aprenderá nada com seus erros e irá cometê-los tantas vezes que acabará expulso do mercado.

“Houve momentos na minha vida quando eu cheguei perto de acreditar que eu não poderia perder nem um jogo. Aí eu perderia o seguinte e o jogo perdido me traria de volta da terra do sonho para a vida real. Nada é tão saudável quanto uma derrota na hora certa, e de poucos jogos ganhos eu aprendi tanto quanto eu aprendi nas minhas derrotas.” – J.R. Capablanca, Campeão Mundial de Xadrez entre os anos de 1921 e 1927.

E por último sobra a Dor.

“George Soros admite que detesta perder dinheiro. A pior coisa que se pode fazer quando se está perdendo dinheiro é sufocar os próprios sentimentos. É claro que o constrangimento e a raiva são respostas naturais a perda de dinheiro. Você irá querer ocultar seus erros, não torná-los públicos. Sua reputação está em jogo…

…Você tem de saber como suportar estas perdas, como sofrer esta dor. De outro modo você não conseguirá jogar por muito tempo…

…Você assume riscos todos os dias. Isso faz parte do sofrimento, uma vez que você sabe que em algum ponto enfretará sérias perdas. Se você não estiver preparado para sofrer, diz Soros, saia do jogo…

…Allan Raphael, que trabalhou com Soros na década de 80, acredita que seu estoicismo tem sido de um valor inestimável… ‘Você pode contá-los em uma das mãos. Quando George está errado ela faz um escarcéu. Ele não diz ‘Estou certo, eles estão errado’. Ele diz, ‘Estou errado’, e sai, porque se sua posição de investimento for ruim, ela o devora. Você só pensa nela – à noite, em casa. Ela o consome. Seus olhos ficam completamente fora das órbitas. Esse ramo é árduo. É preciso ter ter uma quantidade enorme de disciplina, autoconfiança, e absolutamente nenhuma emoção.” – Estratégias de Investimento de George Soros. Robert Slater.

Vamos errar algumas vezes meus amigos. Esta semana eu errei. Eu errei e mais ninguém. Já sei porque errei, já estou na Série A e este erro não cometo mais. Esta derrota, como bem escreveu Capablanca acima, foi boa para me trazer de volta a terra, a realidade. Nada mais perigoso do que começar a pensar que dominou as opções, que elas são suas. A L26 me deu um belo chute na bunda quando eu achava que elas eram todas umas fracotes.

Mas este erro não vai me consumir. Não vai me expulsar e nem vai me derrubar. Que venham as próximas séries porque agora, depois deste erro, sou um jogador muito mais forte do que antes.

Vamos a luta meus amigos, quem ganhou e quem perdeu. Vida que segue. Temos que continuar lutando. Nós não éramos para estar aqui na bolsa. Somos estranhos neste ambiente, quase alienígenas. Eles não nos querem aqui, mas vão ter de nos aturar por muito tempo. Sairemos como e quando quisermos. Não vamos deixar que nos expulsem.

Saúde e Paz

Bastter

Anúncios

8 comentários sobre “O Erro e a Dor do Investidor na Bolsa – por Maurício "Bastter" Hissa

  1. O Bastter disse que isso aconteceu na época em que a única opção com liquidez era a da TELEMAR (TNLP4) e que o lote era de 100.000. Ou seja, 1M na época era equivalente a 1K hoje. Sendo assim, a operação não era tão grande como pensávamos.

  2. Bom dia.. belo texto..
    Está parecendo que isso foi na PETR4.. nas 2 últimas séries em que o strike 26 sempre ia a pó e não ocorreu isso agora em janeiro..
    Se for isso mesmo e ele opera delta neutro, ele lança mais opções do que ações em carteira, e deve ter no mínimo 500 mil ações…
    Não acho que seja equivalente a mil opções de hoje caso seja antiga a estória e com TNLP pq nesse caso o prejuízo não teria sido tão grande como dá pra perceber pelo texto…
    É o que acho pelo menos..
    abraço..

  3. Doutor, só não entendi uma coisa. Em um momento ele diz que não compra a seco, mas na operação que deu errado ele relata compras sucessivas. Foi isto mesmo?

    1. Ele estava comprando o que havia vendido antes… ou seja, ele tinha uma operação em que havia vendido 5M de TNLPL26. Como ela subiu muito, ele foi comprando de 1M em 1M a cada 0,10 centavos para desmontar a operação.
      Entendeu Denny?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s